Enxoval de Bebê – Parte 3

Atualizado: 7 de Jun de 2018

Higiene do bebê – A Banheira


Hoje começamos com as dicas do que envolve a higiene do bebê. E começamos pelo banho, que é um grande desafio. Primeiro pela fragilidade, segundo pelo excesso de regras e mitos que escutamos. A escolha certa é uma banheira que se adapta a necessidade do banho e as particularidades que envolvem este processo, como espaço, segurança, mobilidade e gosto de quem vai cuidar da criança. Então vamos falar sobre uma aquisição super importante para a futura mãe: a banheira! 



Que tipo de banheira comprar? Aqui é preciso entender qual é aquela que se adapta melhor à sua necessidade. A primeira coisa que você vai avaliar antes da compra é onde ela irá ficar. Cantinho especial para dar o banhinho no seu amor. Lembrando que é item que usará diariamente e deve ser prático para você. Depois disso, avalie vantagens e desvantagens dos MODELOS DE BANHEIRAS que você irá encontrar, e aqui vai uma ajudinha:


Banheira de plástico: a básica


Como elas normalmente não têm saída de água, são um pouco mais complicadas para encher e esvaziar. Algumas pessoas optam por deixá-las no chão pela segurança, mas acaba sendo muito desconfortável para os pais. É uma opção mais barata, ideal para ficar em outros locais onde o bebê costuma frequentar, como a casa dos avós, por exemplo. Se adotar esta opção, o importante é que precisa estar bem apoiada em um suporte e em local seguro.


Banheira de plástico com suporte separado


Esta banheira tem a mangueira para esvaziar e encaixa em um suporte com pés. Como fica mais alta, não é preciso ficar se abaixando e, consequentemente, não causa dores na coluna. Pode ser colocada dentro do box do banheiro, por exemplo, ou em qualquer outro lugar da casa. ** É importante checar se o suporte encaixa direitinho para não ter problema de cair durante o banho.


(Nas imagens há o suporte para sabonete-shampoo-toalha e o assento)





Banheira com suporte e trocador acoplado

Há controvérsias sobre ser ou não uma vantagem o fato de você poder dar o banho e trocar o bebê no mesmo lugar. Algumas mães que usaram este tipo de banheira gostam pois quando fechada mantém a água quentinha até buscar o bebê e trocam o bebê no mesmo ambiente não tendo troca de temperatura.  Outras mães acham que o trocador atrapalha, porque é um pouco pesado e você tem que abrir e fechar ao mesmo tempo que segura o bebê. Se acha que seria o seu caso, se tiver uma cômoda, por exemplo, é mais viável usá-lo como a base do trocador, não havendo a necessidade de trocador acoplado na banheira.

Banheira Inflável


As banheiras infláveis são perfeitas para viagens e também servem para deixar em lugares que se frequenta seguido como a casa dos avós, casa de praia. Há muitas opcões no mercado, e entre elas os modelos famosinhos como o pato da marca Munchkin, modelos maiores da Tiny tots e as quadradas da Disney.




Banheiras Dobráveis Uma nova opção para viagens, e por serem mais elaboradas, têm sido adotadas também para o uso diário. São dobráveis, compactas e com assento. Há tipos com fofinho inflável e tipos anatômicas que vem com o assento antiderrapante.




Ofurô

A novidade dos últimos tempos, o banhinho no balde. É uma sessão de relaxamento para os bebês, uma vez que recria o ambiente do útero materno. A mãe pode optar por ser o método do banho de higiene, mas a mãe também pode optar por dar o banho de higiene na banheira tradicional e destinar o ofurô apenas para ocasiões em que o bebê esteja mais agitado, com cólicas, chorando. Este método vindo da Holanda, tem sido adotado até em maternidades.


O importante aqui é adquirir o balde adequado para este fim, com bordas largas e deve ser para uso exclusivo para o banho do bebê. Além disso deve ser confortável para os pais. É um método barato e que não ocupa muito espaço.


Acessórios: Assento, Rede de proteção, Saboneteira Nas banheiras tradicionais é bom observar se há o assento. O assento redutor é  útil principalmente para recém-nascidos. Ele diminui a profundidade da banheira e deixa o bebê um pouco inclinado. Há assentos emborrachados para que o bebê não fique escorregando durante o banho. A redinha tem a mesma função. É uma pequena rede que tem ganchos universais para se ajustar a vários formatos de banheira. Outro acessório que pode ajudar caso não haja na banheira é a saboneteira com lugar para shampoo e toalha.



A escolha certa é muito pessoal que deve ser considerado o estilo de vida de cada família, assim como o espaço disponível. Entre muitas opções, inclusive banheiras chiques com hidromassagem para bebês!, conhecemos a maioria delas. Pense na segurança em primeiro lugar e  no conforto para esta tarefa no dia a dia e você vai ter sucesso na escolha


No próximo post veremos sobre o que realmente comprar do kit higiene e cuidados do bebê. 


Um abraço! Patricia Lavratti


fonte: depoimentos de mães e especialistas na área da saúde/imagens da internet

50 visualizações

SOLICITE UM ORÇAMENTO AGORA!

© Patricia Lavratti Fotografia.

Todos os direitos reservados.